Escolha uma Página

Marketing boca a boca importa!

por | fev 18, 2016 | 0 Comentários

Eu já havia falado sobre a importância do Marketing boca a boca aqui no blog, mas acho que ficou muito técnico e difícil de entender. Vou escrever novamente alguns posts sobre o assunto, de uma forma mais descontraída. Vamos lá.

Sabemos que o marketing boca a boca existe, mas é o tipo de coisa que, se não pararmos para pensar a respeito, o classificamos como “mistério do universo.” Ou seja, sabemos que existe e funciona, mas não fazemos ideia do porque, é tipo a gravidade, eu sei que se pular de uma janela eu me esborracho no chão, sei também que recentemente encontraram uma forma de provar que ela existe, tipo, eu descobri uma forma bem simples de provar que a gravidade existe a muuuuito tempo atras, quando tentei escalar e fugir do berço, mas enfim, voltando ao assunto, algumas coisas estão aí, sabemos que existem e funcionam, mas não sabemos como explicar, mas marketing boca a boca não é nenhuma ciência de foguete, é muito mais simples do que se imagina, porém, você precisa tomar algumas providências para que ele, não misteriosamente, funcione a seu favor. E é sobre isso que irei falar nesse post. Senta que lá vem história.

Os benefícios do Marketing boca a boca

Não sei se já imaginou os benefícios que o marketing boca a boca pode fazer por você, se não, aqui vão alguns:

1 – É “de grátis”, ou quase isso. Quando você consegue seu primeiro cliente através da indicação de alguém, você percebe que não gatou nem um centavo extra para ter essa pessoa batendo na porta, afinal, você estava lá, de boas, editando umas fotos, atualizando o site e a campainha/interfone/telefone/whatever tocou. Era ele, um novo cliente “caiu do céu” sem você ter ido, literalmente, a caça dele. Você não gastou com propaganda, você não patrocinou nenhum evento, você não gastou milhões para um super ultra mega blaster webmaster arrumar o SEO do seu site, você não fez nada, o novo cliente simplesmente apareceu. Pois é esse é o “poder misterioso”, mas nem tanto, do Marketing boca a boca.

2 – Os resultados com marketing boca a boca são mais eficientes. Vamos supor que você precise comprar uma TV nova, é, aquele trombolho de 20 anos está ocupando um espaço imenso na sala de estar, hora de ir as compras. Fazia tempo que não procurava uma TV nova e percebeu que existem bilhões de modelos e marcas disponíveis, bate aquela frustração, é fogo, e se de tantos modelos disponíveis você resolver escolher logo um que não é tão legal? Mas aí vem a luz, alguns dias antes você estava lá de bobeira no facebook e viu que um amigo comentou, ou compartilhou, uma experiência legal que teve com determinada marca e modelo. Bingo!!! É isso que você precisava. Então você vai lá, conversa com seu amigo, esclarece algumas dúvidas e decide qual TV comprar, com muito mais confiança, afinal, foi seu brother que indicou.

Percebeu que, apesar das fabricantes investirem pesado em propaganda, foi algo gratuito que te chamou mais a atenção e que fez você tomar a decisão. Essa é a eficiência do marketing boca-a-boca, ninguém gastou um centavo para te influenciar a tomar uma decisão.

3 – Reforça o poder da sua marca. Apesar de ser “de grátis”, os resultados, como vimos, são mais eficientes, essa eficiência reflete na sua marca. O que dizem sobre seu negócio publicamente o torna mais consistente, mais confiável. Quanto mais pessoas estiverem falando sobre sua marca, mais forte ela ficará. Vai chegar uma hora que sua marca falará sozinha e você não precisará se esforçar muito para “vender seu peixe”.

Como pode ver, o marketing boca a boca é muito melhor de bom pro seu negócio.

Ajustando os Ponteiros

Se me pedissem para definir em uma palavra o que é necessário para conseguir realizar um bom marketing boca a boca eu diria: EXPECTATIVA é assim mesmo, em capslock, negrito, itálico e sublinhado, pra que fique bem evidente. Saber regular a expectativa é fundamental para um bom, não só bom, mas excelente marketing boca a boca. Vamos para mais uma historinha:

Imagine que você não tenha seguido a recomendação do seu amigo e optou por um outro modelo de TV. Sei lá, talvez a TV do seu amigo tivesse muito mais do que você realmente precisava. Você foi lá, escolheu um outro modelo, viu  que tudo o que ela oferecia era o que você precisava, deu match e você comprou esse outro modelo. Ok, a TV funciona, tem tudo o que dizia ter e, provavelmente, ninguém vai ficar sabendo que você comprou uma TV nova, afinal, sua expectativa foi atendida, a TV oferecia exatamente o que ela prometia. 0 X 0, segue o jogo, sem falatório… Mas vamos parar pra pensar no que pode ter feito seu amigo comentar sobre a TV nova dele. Talvez ele seja um exibido e comente tudo de novo que ele compra, pode ser, mas se fosse isso você não teria nem dado atenção para a recomendação dele. Alguma coisa fez ele comentar sobre a TV. Ele pode ter tido algum problema com a unidade que recebeu e a empresa trocou de imediato sem brigas ou escândalos, hoje em dia isso “non ecziste”. O atendimento ao cliente foi super bacana quando ele precisou de ajuda para configurar a TV, afinal, atendimento ao cliente bacana hoje em dia também “non ecziste”. Ou junto com a TV ele tenha ganhado uma assinatura de 1 ano da Netflix. Bem, vai saber, fato é que alguma coisa fez seu amigo compartilhar coisas boas sobre a TV.

Aí é que entra o lance da expectativa. A troca da unidade defeituosa sem dor de cabeça, o atendimento ao cliente bacana, o assinatura da Netflix de grátis. Nada disso estava nas especificações da TV quando seu amigo a comprou, isso veio de brinde, foi um extra que a fabricante forneceu (mesmo achando que a troca por defeito ou o bom atendimento não devessem ser brindes, nos dias de hoje isso é um belo diferencial). O que quero dizer é que a expectativa do seu amigo foi superada, foi além do que ele esperava e isso o fez comentar sobre a TV no facebook dele.

Temos o costume de não comentar sobre algo que nos ocorre quando tudo acontece dentro das expectativas, nós só compartilhamos nossas experiências quando as expectativas não são cumpridas ou quando são superadas.

Saber controlar a expectativa do seu cliente é fundamental. Você deve oferecer só o suficiente para consegui-lo como cliente, e nada mais do que isso. Aí é que entra a máxima do prometer menos e entregar mais. Essa é a chave para conseguir um marketing boca a boca eficiente.

Encerro o post de hoje com uma frase de Oscar Wide em O Retrato de Dorian Gray:

Existe uma única coisa no mundo pior do que ser falado, que é não ser falado.

Tomou? Então, vamos tratar de melhorar esse boca a boca aí e cair na boca do povo.

No próximo post irei comentar o que podemos fazer para dar uma turbinada no marketing boca a boca e aumentar o número de indicações ao nosso trabalho. Fica ligado aí.